Cáritas - Semana Nacional olha para a pobreza e cuidado da natureza

22.02.18

cartaz_semana nacional caritas_2018.jpg

 

Cáritas - Semana Nacional olha para a pobreza e cuidado da natureza

 

A Cáritas Portuguesa vai celebrar a sua semana nacional de 26 de Fevereiro a 4 de Março, tendo como preocupações centrais o combate à pobreza e o cuidado da natureza.

“Há que encontrar uma abordagem integral que permita ‘combater a pobreza, devolver a dignidade aos excluídos e, simultaneamente, cuidar da natureza’”, refere D. Joaquim Traquina, Presidente da Comissão Episcopal da Pastoral Social e Mobilidade Humana, em comunicado.

No âmbito da Semana Nacional está previsto o Peditório Público Nacional, entre os dias 1 e 4 de Março.

No primeiro semestre de 2017 a rede nacional Cáritas atendeu um total de 68 258 pessoas; em relação ao ano de 2016 verifica-se uma diminuição de 7%.

“Baixos rendimentos, desemprego, saúde e habitação continuam a ser os principais motivos que levam os portugueses a procurar a ajuda da Cáritas”, assinala a organização católica.

publicado por dioceseguardacsociais às 16:37

Renúncia quaresmal ajuda vítimas dos fogos florestais na diocese e a uma missão na Guiné-Bissau

22.02.18

Diocese da Guarda

Renúncia quaresmal ajuda vítimas dos fogos florestais na diocese e a uma missão na Guiné-Bissau

 

A renúncia quaresmal das comunidades da Diocese da Guarda vai ajudar famílias que foram afectadas pelos incêndios na região, em 2017 e uma missão na Guiné-Bissau.

Na mensagem para a Quaresma, D. Manuel Felício assinala que, até agora, foram ajudadas, através da Caritas Diocesana, 18 famílias que ficaram sem equipamentos agropecuários, num montante de 40 mil euros, mas lembra que “há ainda várias famílias à espera de serem ajudadas”.

O Bispo da Guarda explica também que a Diocese vai apoiar a construção de uma cantina escolar numa missão católica, situada nos arredores da Guiné-Bissau, e que tem como valências hospital, leprosaria, escola e uma aldeia onde são recolhidos leprosos rejeitados pelas famílias.

publicado por dioceseguardacsociais às 15:45

Encontros de catequistas por zona pastoral

22.02.18

Departamento Diocesano da Catequese da Infância e Adolescência

Encontros de catequistas por zona pastoral

 

O Departamento Diocesano da Catequese da Infância e Adolescência promoveu encontros de catequistas, em cada uma das quatro zonas pastorais da Diocese: Trancoso (28 de Janeiro), S. Romão – Seia (4 de Fevereiro), Guarda (11 de Fevereiro) e Fundão (18 de Fevereiro).

Os encontros juntaram, no conjunto, 400 catequistas e contaram com a presença do Bispo Diocesano que orientou uma reflexão sobre o catequista mediador da alegria do encontro com Cristo. D. Manuel Felício sublinhou que “a catequese, mais do que transmissão de conhecimentos, pretende despertar nas crianças e nos adolescentes o encanto da relação com Cristo e com a comunidade”. E acrescentou: “Por isso, catequese sem envolvimento na vida da comunidade, a começar pela celebração dominical não tem total sentido”.

Para cumprir a sua missão, o catequista tem de saber, tem de saber ser e saber estar com a comunidade e com as crianças e os adolescentes, tem de saber fazer, mas sobretudo tem de se assumir como acompanhante espiritual daqueles e daquelas que lhe estão confiados. Considerou-se também que o envolvimento das famílias é decisivo para o bom resultado da catequese, no que há muito caminho a percorrer.

Em todos os encontros houve muita esperança no trabalho da catequese, do qual depende o futuro não só das comunidades, mas também das crianças e adolescentes que serão os adultos de amanhã.

publicado por dioceseguardacsociais às 15:44

Agenda Episcopal de D. Manuel Felício

22.02.18

De 25 de Fevereiro a 3 de Março, D. Manuel Felício, Bispo da Guarda, participa nas seguintes iniciativas:

 

25 II domingo da Quaresma: 11.00 horas – na Igreja Paroquial do Teixoso; 17.30 horas – Vésperas na Sé; 18.00 horas – Eucaristia do II domingo da Quaresma na Sé.

 

26 segunda-feira: 10.30 horas – Em Viseu, encontro dos Bispos do centro; 19.00 horas – na capela de Nossa Senhora de Lurdes (Estação) – Eucaristia, no início da semana nacional da Caritas.

 

28 quarta-feira: 14.30 horas – No IPG, reunião do Conselho Geral; 17.00 horas – Em S. Paio, Gouveia, com Pároco, Padre Marco Ramos e comunidades sobre a recepção da assembleia diocesana.

 

1 de Março, quinta-feira: 16.00 horas – Em Figueiró da Serra, com o Padre José Carlos Boto e comunidades sobre a recepção da assembleia diocesana.

 

2 de Março, sexta-feira: 15.30 horas - Em Gouveia, com o Padre António José de Oliveira Morais e comunidades sobre a recepção da assembleia diocesana.

 

3 de Março, sábado: 15.00 horas - Em Gouveia, reunião do Conselho Pastoral arciprestal sobre recepção da assembleia diocesana; 16H00 – reunião com comissões de Fábrica da Igreja sobre administração paroquial.

 

publicado por dioceseguardacsociais às 15:44

Tomada de posse dos membros do Conselho Presbiteral

22.02.18

Diocese da Guarda

Tomada de posse dos membros do Conselho Presbiteral

 

Os novos membros do Conselho Presbiteral da Diocese da Guarda tomaram posse no dia 16 de Fevereiro, durante a reunião que decorreu no Seminário da Guarda. Fazem parte do Conselho presbiteral os seguintes padres: Membros natos - Manuel Matos (Vigário Geral), António Luciano (Vigário Episcopal para o Clero), Paulo Figueiró (Reitor do Seminário), Jorge Castela (Coordenador da pastoral Diocesana), Carlos Helena (Vigário Judicial), António Carlos Gonçalves (Ecónomo Diocesano); Eleitos por arciprestados – José Vaz (Almeida), José Manuel Figueiredo (Alpedrinha), José Manuel Martins (Celorico da Beira), Celso Marques (Covilhã), João Carrola (Figueira de castelo Rodrigo), André Roque (Fundão),  António José Morais (Gouveia), Carlos Lages (Guarda), Luís Pardal (Belmonte/Manteigas), Bruno Lopes (Penamacor), Ricardo Fonseca (Pinhel), António Coelho (Rochoso), Américo Barroca (Sabugal), Carlos Sousa (Seia), Hugo Martins (Trancoso), Jacek Baginski (Institutos Religiosos); Membros designados pelo Bispo Diocesano – Abel Albino (Cabido e Colégio de Consultores), Francisco Barbeira (Comunicação Social da Diocese), Henrique Santos (Pastoral de Cidade), Joaquim António Duarte (Pastoral Familiar), Serafim Reis (Espiritualidade Diocesana).

publicado por dioceseguardacsociais às 15:43

Conselho presbiteral da Diocese da Guarda

22.02.18

Conselho presbiteral da Diocese da Guarda

Comunicado

 

Reuniu, no passado dia 16 de Fevereiro, no Seminário Maior da Guarda, o Conselho Presbiteral da Diocese da Guarda para a primeira sessão ordinária do triénio 2018 – 2021.

 

Logo após o auto de tomada de posse, assinado pelos presentes, procedeu-se à votação do Secretariado Permanente, segundo o Estatutos, na qual foram eleitos como secretário o Rev. Pe. Luís Miguel Pardal Freire, como 1º vogal o Rev. Pe. Henrique Manuel Rodrigues dos Santos e como 2º vogal o Rev. Pe. Carlos Manuel Dionísio de Sousa.

 

Constando da ordem de trabalhos da sessão, foi apresentado o relatório de contas da Diocese por parte do Ecónomo Diocesano, que destacou a importância da partilha dos párocos e das paróquias, como demonstração da espiritualidade diocesana, que assenta na comunhão, também a este nível.

Abriu-se a discussão sobre a forma de sustentabilidade da Diocese e suas infraestruturas num futuro próximo. Do diálogo surgiram algumas luzes, que apontam para novos desafios a que a Diocese deve estar atenta, a fim de poder dar resposta aos seus compromissos.

 

Ao Conselho Presbiteral foi apresentado também o documento dos Bispos do Centro sobre a recepção do capítulo VIII da “Amoris laetitia”, que trata, de forma especial a questão das famílias fragilizadas e feridas, à luz do Evangelho e da doutrina da Igreja. Combinou-se que o conteúdo deste documento seja dado a conhecer em reunião arciprestal e por cada pároco às comunidades que lhe estão confiadas, como ponto de partida para o cuidado pastoral destes casos. Concluiu o Conselho que a pertinência desta preocupação deve fazer-se sentir às famílias com grande delicadeza e cuidado pastoral, para que se possam ajudar aquelas que se encontram mais feridas a sentirem-se acolhidas e integradas. Ressaltou-se o facto de essa integração ter muitas expressões de presença e intervenção na vida das comunidades, para além de poder vir a acontecer a nível sacramental.

 

Sugeriu-se que este Conselho, numa próxima reunião, venha a refletir e tratar o estatuto do Seminário Maior e consequentemente a questão das vocações sacerdotais.

 

O Secretariado

 

publicado por dioceseguardacsociais às 15:41

mais sobre mim

pesquisar

 

Fevereiro 2018

D
S
T
Q
Q
S
S
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
23
24
25
26
27
28

comentários recentes

mais comentados

subscrever feeds

blogs SAPO


Universidade de Aveiro