Liga dos Servos de Jesus assinala 50º aniversário da morte do Fundador

Vida e Obra de D. João de Oliveira Matos é tema de jornadas pastorais

 

Mais de uma centena de pessoas está participar nas Jornadas Pastorais sobre a vida e obra de D. João de Oliveira Matos, antigo Bispo Auxiliar da Diocese da Guarda, que começaram, esta manhã, Centro Apostólico da Guarda. O evento que terá lugar hoje e amanhã (27 e 28 de Agosto) assinala o 50º aniversário da morte do fundador da Liga dos Servos de Jesus, instituição que tem sede na Guarda.

Na abertura dos trabalhos, D. Manuel Felício lembrou a necessidade da “defesa e fortalecimento da fé” e o relançamento do “amor à igreja”, duas grandes paixões da vida de D. João de Oliveira Matos. “Para cumprir este testamento do Sr. D. João, desejamos empenhar-nos na construção de uma igreja que aprofunda cada vez mais a sua fidelidade ao Senhor Jesus Cristo e procura responder cada vez mais e melhor às grandes necessidades das pessoas neste momento histórico”, explicou o Bispo da Guarda.

No início das comemorações do cinquentenário da morte de D. João de Oliveira Matos, o Bispo da Guarda lembrou a necessidade “do intensificar da nossa oração, pessoal, em comunidade, nas famílias, para que chegue depressa a sua beatificação”.

D. Manuel Felício pediu também que fosse aprofundado o conhecimento sobre as “virtudes heróicas” que preencheram a vida do antigo Bispo Auxiliar da Guarda cujo processo de beatificação e canonização está a decorrer.

A conferência da manhã foi orientada pelo novo Bispo auxiliar de Braga e Vice Postulador da Causa de Beatificação, D. António Moiteiro e incidiu sobre o contexto histórico em que viveu D. João de Oliveira Matos.

Os trabalhos prosseguem esta tarde com o tema “Intuições do Fundador e o nascimento da Liga dos Servos de Jesus”.

 

publicado por dioceseguardacsociais às 13:02