Bento XVI anunciou, no último domingo, a celebração de um «ano da fé», entre Outubro de 2012 e Novembro do ano seguinte, para assinalar o 50.º aniversário do Concílio Vaticano II (1962-1965), para relançar o anúncio da “fé” à sociedade contemporânea.

O anúncio foi feito pelo Papa, durante a homilia da missa a que presidiu, na basílica de São Pedro, em Roma, no final de um encontro internacional com pessoas “empenhadas, em muitas partes do mundo, nas fronteiras da nova evangelização”.

O Ano da Fé “terá início a 11 de Outubro de 2012, no quinquagésimo aniversário da abertura do Concílio Vaticano II, e concluir-se-á a 24 de Novembro de 2013, solenidade de Cristo Rei do Universo. Será um momento de graça e de empenho para uma cada vez mais plena conversão a Deus, para reforçar a nossa fé e para anunciá-lo com alegria ao homem do nosso tempo”,referiu Bento XVI.

No final da missa, na recitação do Angelus, o Papa voltou a anunciar aos peregrinos reunidos na Praça de São Pedro (Vaticano) a celebração de um “especial ano da fé”, meio século depois da abertura do Concílio Vaticano, por considerar “oportuno recordar a beleza e centralidade da fé, a exigência de reforçá-la e aprofundá-la a nível pessoal e comunitária”, numa perspectiva “não tanto celebrativa, mas antes missionária”.

publicado por dioceseguardacsociais às 09:49