Entrega definitiva da obra já tem data marcada

 

Está marcada para 21 de Janeiro a entrega definitiva da obra do Paço Episcopal. A data é avançada por Bispo da Guarda em carta enviada aos padres da diocese. 

No documento, D. Manuel Felício adianta que “dentro das limitações que naturalmente a crise impõe, estamos contentes com a colaboração que nos tem vindo em donativos”. Recorde-se que a Diocese suporta, na totalidade, o custo das obras do edifício do Paço Episcopal, orçadas em mais de 900 mil euros (com aquecimento incluído).

Iniciadas em Junho de 2009 e com um prazo de execução de um ano, as obras prolongaram-se mais alguns meses do que o previsto, devendo ficar concluídas nas primeiras semanas de 2011.

 O Paço Episcopal ocupa uma casa solarenga do século XVIII, construída nos limites da cidade de então, doada pelos Condes de S. João de Areias à Diocese da Guarda. Já foi Colégio (desde o final de oitocentos até 1910), Seminário e Casa Episcopal, após a apropriação pelo Estado do Paço Episcopal e Seminário (construção seiscentista).

Depois de um século de uso sem grandes transformações, está agora numa intervenção de fundo para Cúria Diocesana (zona de atendimento, gabinetes, salão e salas de reuniões, arquivo vivo, casa de máquinas, garagens e arrumos); Paço Episcopal com capela, salas de recepção e audiências, Secretaria Episcopal e área de habitação; casa da comunidade religiosa de apoio ao Bispo Diocesano; Biblioteca e arquivos.

Como se trata de um edifício do século XVIII, no âmbito da intervenção é assegurada a sua traça arquitectónica original.

“A ideia base subjacente a todo o projecto foi sempre de manter as características arquitectónicas do edifício”, disse o autor do projecto, o arquitecto Joaquim Carreira.

Explicou que o interior foi adaptado “à legislação actual”, promovendo “a melhoria das condições de habitabilidade”.

 

Devido à realização das obras, a residência do Bispo e a Cúria Diocesana têm funcionado no antigo Colégio de S. José.

publicado por dioceseguardacsociais às 12:43