Seminário da Guarda apresentou os novos Estatutos

04.07.12

Documento anterior datava de 1932

Seminário da Guarda apresentou os novos Estatutos

 

No dia 1 de julho, nas instalações do Seminário da Guarda, o Bispo diocesano, D. Manuel Felício, na presença dos seminaristas, dos formadores e de outras pessoas, presidiu à cerimónia de apresentação dos novos Estatutos.

O Reitor do Seminário, Padre Joaquim Pinheiro, depois de dar as boas-vindas aos presentes, apontou como razão principal para a revisão dos antigos Estatutos, publicados em 1932 por D. José Alves Matoso, Bispo diocesano à data, a necessidade que actualmente o Seminário tem de dispor de um instrumento jurídico atualizado, que defina claramente o seu papel no âmbito da Diocese e agilize a relação com as instituições civis.

Relativamente aos Estatutos anteriores, os actuais são mais claros e concisos, sendo portanto mais fácil compreendê-los e manuseá-los. Constam de seis capítulos e de sessenta e seis artigos, ao longo dos quais se define a natureza da personalidade jurídica do Seminário, se indica os seus órgãos de governo e respetivas funções, se apresenta as grandes linhas do projeto formativo, se fala da vida institucional, dos requisitos objetivos para a admissão ao Seminário e às ordens sacras, terminando com uma série de disposições gerais sobre os seminaristas, o Seminário e as condições para a futura revisão dos Estatutos agora publicados.

Na capa do livro dos novos Estatutos, foi inserido um logotipo, inspirado particularmente na Imaculada Conceição, padroeira do Seminário. Fiat mihi secundum Verbum tuum é a frase do Evangelho de São Lucas que acompanha o mesmo logotipo. Nela se resume a atitude da pessoa verdadeiramente crente em Deus, como o foi a Virgem Maria. Assim, é expectável que todos aqueles que venham a receber formação no Seminário fiquem a ter a Virgem Imaculada como modelo de fé nas suas vidas.

O Bispo diocesano agradeceu e congratulou-se com o trabalho daqueles que redigiram os novos Estatutos e fez votos que eles sejam um instrumento precioso para o futuro da Instituição. Depois, assinou três exemplares autênticos. Um destina-se a ficar arquivado na Cúria diocesana e outro no Seminário; um terceiro fica destinado à circulação sempre que seja necessário. A terminar, serviu-se um vinho do Porto e brindou-se ao evento. 

publicado por dioceseguardacsociais às 09:48

Mensagem ao Povo de Deus, depois da Assembleia Geral do Clero

04.07.12

 

Para preparar a última Assembleia do Clero Diocesano realizada nos passados dias 23 e 24 de maio, foi elaborado um inquérito dirigido às comunidade e às pessoas em geral.

Nas respostas a este inquérito surgiram alguns desejos sobre a forma como os sacerdotes devem viver o seu ministério e também surgiram algumas críticas.

Dos desejos formulados salientamos: que o padre seja antes de mais anunciador do evangelho em linguagem simples e compreensiva para o mundo de hoje; que seja um homem de fé viva e oração intensa; que seja testemunha da alegria e da esperança; que seja motivador das boas relações humanas e da proximidade e dedicado às causas sociais.

Também nos foram apontadas algumas críticas, tais como: por vezes, desigualdade no tratamento das pessoas; falta de linguagem compreensiva; ocupado em muitas tarefas, algumas vezes, tem falta de tempo para o atendimento às pessoas; por vezes, falta de simplicidade no modo de viver. Pede-se espirito de pobreza de tal maneira que, sem faltar o essencial, se evite o supérfluo.

Agradecemos os pedidos que nos foram feitos para equilibrar a nossa vida espiritual com a vida pastoral.

Sabendo que a nossa vida tem de estar essencialmente voltada para a formação da fé, nem sempre é isso o que nos é pedido pelos fiéis e pelas comunidades; mas queremos assumir a nossa responsabilidade de educadores, propondo o caminho prioritário da formação e motivar as pessoas para ele.

Aceitamos a observação onde se nos pede para usarmos novas linguagens adaptadas aos desafios da nova evangelização.

Agradecemos a interpelação para sermos sábios e santos e propormo-nos colaborar com a Graça de Deus para percorrer esse caminho e aceitar a ajuda dos fiéis sobretudo pela cooperação pastoral e pela oração.  

Escutámos com atenção os apelos que nos são feitos para cultivar o melhor atendimento e proximidade às pessoas. Sabemos que esse é o caminho para responder ao pedido feito para dirigir, impulsionar, animar e construir a comunidade, como nos foi pedido.

Dentro do espirito da verdadeira caridade pastoral, rezai por nós para sermos cada vez mais padres segundo o Coração de Cristo, conforme o que nos foi pedido durante o Ano Sacerdotal. 

 

Conselho Presbiteral da Diocese da Guarda, 29. 06. 2012

publicado por dioceseguardacsociais às 09:47

Agenda Episcopal de D. Manuel Felício

04.07.12

De 8 a 14 de Julho, D. Manuel Felício, Bispo da Guarda, participa nas seguintes actividades:

 

Dia 8, Domingo: 11.00 horas – Na Paróquia de S. Romão; 15.30 horas – Confirmação em Escarigo (Três Povos); 17.30 horas – Reabertura ao culto da Igreja do Mileu.

Dia 9: 14.30 horas – Encontro para preparar abertura do Arquivo Diocesano ao público.

Dia 14: 9.30 horas - Encontro com professores de Educação Moral e Religiosa Católica (Seminário Maior); 11.00 horas – Bênção de finalistas da Escola Superior de Saúde da Guarda; de tarde, no retiro de diáconos permanentes (Centro Apostólico).

publicado por dioceseguardacsociais às 09:47

mais sobre mim

pesquisar

 

Julho 2012

D
S
T
Q
Q
S
S
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
28
29
30
31

comentários recentes

mais comentados

subscrever feeds

blogs SAPO


Universidade de Aveiro