Diocese da Guarda prepara plano pastoral para os próximos anos

23.06.10

Preparar o plano pastoral para os próximos anos, é a principal proposta das reuniões do clero que estão a decorrer, por zonas pastorais, na diocese da Guarda.

Em documento enviado aos sacerdotes, o Bispo da Diocese, adianta que “a Palavra vai estar no centro do nosso programa pastoral para os próximos anos, subordinado ao lema: A Palavra de Deus convoca e envia”. E explica: “tendo em conta o carácter eclesial da fé cristã e que, por isso, esta só pode ser vivida em comunidade e não no individualismo arbitrário, o evangelista do ano será o guia para os grupos constituídos, incluindo movimentos, e outros que devem ser criados. Para isso vamos retomar o esforço de constituição e mobilização de grupos, agora grupos bíblicos, para progredir no encontro vivo e vital com Cristo, através da recepção de cada um dos evangelhos dos próximos três anos”.

Em relação ao ano pastoral de 2010/2011, o Evangelista S. Mateus servirá de guia para aprofundar o seguimento de Cristo e motivar para a Nova Evangelização. Estão agendadas as seguintes propostas: A elaboração de um calendário de actividades diocesanas; umas jornadas diocesanas, a 17 e 18 de Setembro; acções de formação, em Outubro, sobre o Evangelista S. Mateus e como os grupos bíblicos devem funcionar; a apresentação de um texto de apoio, em Novembro; formação para os animadores dos grupos bíblicos; e a avaliação do primeiro ano, em Junho de 2011.

Olhando para a experiência dos últimos quatro anos, em que a referência foi o Catecismo da Igreja Católica”, D. Manuel Felício explica que “para além de constituir grupos, precisamos de cuidar dos seus animadores e motivar a participação, introduzindo as novas tecnologias, no processo da formação”, “precisamos de variar as iniciativas adaptando-as aos diferentes lugares”.

As reuniões arrancaram hoje, 23 de Junho, no Seminário do Fundão (zona Sul) e no Centro Pastoral de Pinhel (zona norte) e continuam amanhã, 24 de Junho, na Casa Rainha do Mundo, em Gouveia (zona oeste) e no Seminário da Guarda (zona centro).

publicado por dioceseguardacsociais às 16:51

Ordenações na Sé da Guarda

22.06.10

No próximo Domingo, 27 de Junho, pelas 16.00 horas, haverá ordenações na Sé da Guarda. Na celebração, presidida por D. Manuel Felício, Bispo da Guarda, serão ordenados dois Padres, dois Diáconos e instituídos dois Leitores.

Os novos Padres são Luís Freire (Cantar Galo – Covilhã) e Luís Nobre (Vilar Formoso). Os Diáconos são Rafael Neves (Vale de Estrela – Guarda) e João Marçalo (Colmeal da Torre – Belmonte). Eduardo Mendes (Figueira de Castelo Rodrigo) e Marcelo Rebelo (Lagarinhos) são os novos Leitores.

Na mesma celebração também serão ordenados dois novos Diáconos Permanentes, José Luís Leão (S. Miguel da Guarda) e Luís Salvador (Fiães), bem como instituídos nos ministérios de Leitor e Acólito, vários candidatos em ordem ao Diaconado Permanente.

publicado por dioceseguardacsociais às 17:56

“Agradecidos e mais comprometidos, em dia de Ordenações”

17.06.10

Tendo em vista a preparação das ordenações que irão decorrer, na Sé Guarda, no dia 27 de Junho, D. Manuel Felício, Bispo da Guarda, divulgou a seguinte nota, com data de 14 de Junho:

“No próximo dia 27 do corrente mês de Junho, na Sé Catedral e às 16.00 horas, a nossa Diocese vai viver uma jornada de Fé, de louvor a Deus e também de aprofundamento do seu compromisso cristão, ao acolher os novos padres e diáconos que o Senhor nos dá.

Ao terminar um Ano Sacerdotal, queremos viver esta jornada na recordação dos apelos que, durante ele, nos foram feitos.

Assim, aos sacerdotes foi-nos pedida revisão da nossa fidelidade diante da medida da fidelidade do próprio Cristo; ao Povo de Deus em geral foi pedida valorização do Ministério Sacerdotal no seu específico e na boa articulação com os outros ministérios e serviços eclesiais que o Espírito Santo suscita continuamente na Igreja; a todos nos foi pedido maior empenho na pastoral das vocações sacerdotais.

Em dia de Ordenações, queremos recordar que a vocação sacerdo­tal é, antes de mais, uma chamada muito pessoal que Deus faz aos que entende. Para que essa chamada seja percebida e respondida precisamos de ambientes apropriados, que são as famílias, as paróquias e sobretudo o próprio exercício do Ministério Sacerdotal em si mesmo por aqueles que já fomos ordenados. É preciso depois que o discernimento e a preparação dos candidatos sejam feitos com ajuda da comunidade da Fé, sobretudo através dos instrumen­tos apropriados que são, no nosso caso, os dois Seminários (o Maior e o Menor) e o Pré-Seminário ou Seminário em Família. Depois de feito o discernimento e a devida preparação, que culmi­nam com a chamada final à Ordenação, precisamos de continuar a acompanhar os nossos padres e diáconos, sobretudo pela oração, proporcionando-lhes todos os meios necessários para o exercício do Ministério, na santidade de Cristo.

Convido, por isso, toda a Diocese à oração mais intensa, nestes dias que nos separam da celebração das Ordenações de diáconos e presbíteros por aqueles que vão ser ordenados para que o seu exercício do Ministério seja, de verdade, interpretação fiel, na Igreja, no mundo e nas circunstâncias actuais, do autêntico rosto de Cristo Bom Pastor”.

publicado por dioceseguardacsociais às 16:02

mais sobre mim

pesquisar

 

Junho 2010

D
S
T
Q
Q
S
S
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
18
19
20
21
24
25
26
27
28
29
30

comentários recentes

mais comentados

subscrever feeds

blogs SAPO


Universidade de Aveiro