D. Manuel Clemente abre intervenções sobre centenário da República

24.03.10

D. Manuel Clemente, Bispo do Porto, é o primeiro convidado de uma série de intervenções públicas que a Comissão Diocesana da Guarda das Comemorações do Centenário da Implantação da República vai promover, para assinalar acontecimentos de há 100 anos ligados à implantação da República que marcaram profundamente a nossa cidade.

A intervenção está marcada para dia 15 de Abril, às 21.00 horas, na sala da Assembleia Municipal da Guarda.

Neste programa de intervenções, a Comissão pretende lembrar o Bispo da Guarda de então, D. Manuel Vieira de Matos, figura marcante do Episcopado Português e seus mais directos colaboradores.

Os dois Seminários da Diocese da Guarda que foram encerrados pelos poderes públicos da República, tendo os respectivos edifícios sido retirados à diocese da Guarda, sua legítima proprietária, como aconteceu igualmente com o Paço Episcopal, é outro dos assuntos que será recordado.

O programa contempla uma abordagem de outras instituições de ensino da Igreja, designadamente o Colégio de S. Fiel, por onde passaram figuras marcantes da cultura e da ciência em Portugal.

Outro dos assuntos a tratar tem a ver com o debate de ideias que preencheu a imprensa da Guarda imediatamente antes e depois do cinco de Outubro de 1910.

A Comissão vai, também, reflectir com o público da Guarda a célebre, embora pouco conhecida, Lei de Separação de 1911 e suas consequências para a vida da Igreja em Portugal e para a sociedade portuguesa no seu conjunto.

“Pretendemos ajudar as pessoas da Guarda a terem dos acontecimentos de há 100 anos ligados à implantação da República uma compreensão mais ampla e desapaixonada, contribuindo, assim, para que as lições da História nos ajudem, quanto possível, a traçar os melhores rumos do futuro para a sociedade portuguesa” refere um comunicado da Comissão Diocesana das Comemorações do Centenário da Implantação da República.

Prémio Pessoa/2009, membro efectivo da Comissão Nacional organizadora das comemorações do 5 de Outubro de 1910, figura mediática muito conhecida do público em geral pela sua presença regular na Televisão e na Rádio, D. Manuel Clemente tem, acima de tudo, o mérito de ter dedicado, em grande medida, a sua larga carreira académica ao estudo aprofundado da sociedade portuguesa a partir dos tempos do Liberalismo.

Tem sabido, como ninguém, traduzir em linguagem muito acessível ao público em geral as grandes questões que são recorrentes em Portugal, ao longo dos últimos dois séculos, nomeadamente no que diz respeito à relação da sociedade civil com os poderes instituídos.

 

publicado por dioceseguardacsociais às 10:28

Semana Santa - Tríduo Pascal - Sé da Guarda

24.03.10

 

                                                     

Domingo de Ramos na Paixão do Senhor - 28 de Março

11.15 horas - Bênção dos Ramos na Igreja da  Misericórdia e procissão comemorativa da entrada triunfal do Senhor em Jerusalém. 11.30 horas - Missa na Sé.

 

Quinta-feira Santa – 1 de Abril

Dia da Eucaristia, do Sacerdócio e do mandamento novo.

10.30 horas – Missa Crismal: Concelebração do Clero com o Bispo Diocesano. Renovação dos compromissos sacerdotais. Consagração e bênção dos santos óleos. 19.00 horas    – Missa da Ceia  do Senhor, com o rito do lava-pés. Ofertas para os pobres. Procissão com o Santíssimo Sacramento (no interior da Sé).            

 

Sexta-feira Santa –   2 de Abril

Celebração da Paixão do Senhor. Dia de jejum e abstinência.

9. 30 horas  – Ofício de Leitura de Laudes.

17.30 horas – Acção litúrgica: liturgia da Palavra; adoração da Santa  Cruz e Sagrada Comunhão. Ofertas para os Lugares Santos.

21.30 horas – Procissão evocativa da morte e sepultura do Senhor e pregação na  Igreja da Misericórdia.

 

Sábado Santo -  3 de Abril

 A  Igreja medita na Paixão e morte do Senhor.

9. 30 horas   – Ofício de Leitura de Laudes.

22.00 horas  – Vigília Pascal: Liturgia da luz, com bênção do lume novo e do círio pascal. Liturgia da Palavra. Liturgia baptismal, com bênção da água e renovação das promessas do baptismo. Liturgia eucarística. A vigília pascal é a "mãe de todas as vigílias, a mais solene de todas as celebrações". Nela, os fiéis exultam com a ressurreição de Cristo.

Todos os católicos procurem viver a celebração do Mistério Pascal de Cristo, conduzidos pelo Espírito Santo, no amor de Deus Pai e do próximo.

 Nota: Por disposição da Igreja, a adoração da Cruz (Sexta-feira Santa e a renovação das promessas do  Baptismo (Vigília Pascal têm indulgência plenária).

 

 

publicado por dioceseguardacsociais às 10:25

Seia dá a conhecer património religioso do concelho

24.03.10

Dar a conhecer o património religioso do concelho de Seia é o principal objectivo da exposição que está a decorrer, na Casa Municipal da Cultura de Seia. Inaugurada no dia 21, a exposição pode ser visitada até ao próximo domingo, 28 de Março.

Intitulada “Grandes são as obras do Senhor” esta exposição é uma organização conjunta da Câmara Municipal de Seia e da Diocese da Guarda.

Para Cristina Sousa, Vereadora da Câmara Municipal de Seia, “esta mostra tem como principal objectivo dar a conhecer, a quem a visita, algumas das mais valiosas peças existentes em cada uma das freguesias do concelho, tais como esculturas, paramentos, livros religiosos, entre outros”.

A exposição conta com as seguintes obras de arte: Nossa Senhora do Rosário, de Alvoco da Serra; São Romão, de Cabeça; Nossa Senhora das Neves, de Carragosela; Cristo, de Folhadosa; Santa Maria Madalena, de Girabolhos; Custódia, de Lages; Símbolo de Fé, de São Romão; Santa Maria Maior, de Loriga; Custódia – Cálice, de Paranhos da Beira; Santa Luzia, de Pinhanços; Turíbulo e Naveta, Sabugueiro; Nossa Senhora do Rosário, de Sameice; Nossa Senhora do Rosário, de Sandomil; Santa Rita, de Santa Comba; São Paulo, de Santa Eulália; Menino Jesus, de Santa Marinha; São Tiago, o Menor, de Santiago; São Martinho, de São Martinho; Nossa Senhora das Dores, de São Romão; Nossa Senhora do Rosário, de Sazes da Beira; Casula, Dalmática, Capa de Asperges, Estola e Manipulo, de Seia; Custódia, de Teixeira; Cruz Processional, de Torroselo; Missal Romano, de Tourais; Nossa Senhora da Ajuda, de Travancinha; São Sebastião, de Várzea de Meruje; Nossa senhora do Carmo, de Valezim; Coroa, de Vide; Calvário, de Vila Cova à Coelheira.

Sobre esta iniciativa, D. Manuel Felício, Bispo da Guarda refere que “vai dignificar o concelho, que assim apresenta mais uma das suas importantes potencialidades de afirmação para além de dar oportunidade a cada uma das freguesias e paróquias representadas de se reverem, com legítimo orgulho, na sua ou suas peças que integram esta exposição”. 

Para o padre Eugénio Sério, Presidente da Comissão de Arte Sacra da diocese da Guarda e responsável pela direcção e coordenação da exposição “ao repararmos nos objectos expostos, sentiremos gosto e vontade de observarmos tanta maravilha que as igrejas do concelho senense nos poderão oferecer, pois, em variados aspectos, possuem riquezas ainda bastante valiosas mas nem sempre conhecidas”.

Esta exposição aparece na sequência do inventário que a Diocese da Guarda fez em todas as paróquias do concelho de Seia, “de acordo com as normas técnicas superiormente estabelecidas”. Para D. Manuel Felício “a partir de agora sabemos o que temos e onde se encontra” e, por isso, louva a atitude da Câmara de Seia que aceitou “patrocinar esta exposição/mostra das muitas peças de arte cristã que temos espalhadas pelo concelho”.

A divulgação, promoção e salvaguarda da exposição “Grandes são as obras do Senhor” foi garantida pela autarquia, através da publicação de um catálogo, em que são apresentadas e descritas todas as peças patentes na Casa Municipal da Cult

publicado por dioceseguardacsociais às 10:24

mais sobre mim

pesquisar

 

Março 2010

D
S
T
Q
Q
S
S
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
16
17
18
20
21
22
23
25
26
27
28
30
31

comentários recentes

mais comentados

subscrever feeds

blogs SAPO


Universidade de Aveiro