A Diocese da Guarda vai realizar uma Assembleia Geral do Clero, durante o Ano Sacerdotal que está a decorrer até 19 de Junho. A iniciativa foi pedida durante o último Conselho Presbiteral que se realizou, no final de Novembro de 2009.

Tendo em vista a promoção e organização da Assembleia Geral do Clero foi constituída uma comissão que integra os seguintes elementos: Cónego Mário de Almeida Gonçalves; Padre Fernando Brito dos Santos; Cónego Manuel Alberto Pereira de Matos; Padre Alfredo Pinheiro Neves; Padre Joaquim Cardoso Pinheiro; Padre Sérgio Paulo Duarte Mendes; Padre Valter Tiago Salcedas Duarte.

 

Esta comissão reuniu recentemente e determinou que “a Assembleia Geral do Clero, tanto na sua concretização final como na sua preparação, seja um espaço aberto e livre para todos manifestarem as suas aspirações, preocupações, problemas sentidos e possíveis soluções”.

Tendo em vista a preparação da Assembleia, ficou também determinado que as reuniões de formação do clero, por cada uma das 4 zonas pastorais, previstas para 20, 21, 27 e 28 de Janeiro, sejam substituídas por reuniões do mesmo clero, por grupos etários, a fim de fazer o primeiro levantamento dos assuntos que devem ser levados à Assembleia Geral do Clero.

 

Os Padres serão convocados por grupos etários: até aos 30 anos; dos 31 aos 40 anos; dos 41 aos 50 anos; dos 51 aos 60 anos; dos 61 aos 70 anos; dos 71 aos 80 anos; e mais de 80 anos. Durante as reuniões serão pedidas sugestões sobre a melhor data para a qual deverá ser convocada a Assembleia Geral do Clero, assim como os passos intermédios a dar tendo em vista o sucesso dos trabalhos.

 

Na apresentação da Assembleia Geral do Clero, em carta enviada aos padres da Diocese, D. Manuel Felício refere: “Desde já manifesto a minha antecipada gratidão, em nome da nossa Diocese e do nosso Clero, por todo o empenho de cada um para que juntos encontremos os melhores caminhos e as melhores formas de darmos cumprimento, nas actuais circunstâncias da Igreja e do Mundo, ao Ministério que nos está confiado”.

publicado por dioceseguardacsociais às 10:32