O tribunal colectivo do Fundão acaba de condenar o Rev.do Padre Luís Miguel Campos Mendes.

O teor do acórdão tornado públi­co esta tarde, segundo o parecer da assessoria jurídica do referido sa­cerdote, não pode ser acei­te como definitivo, pelo que vai ser usado o direito de recur­so para tribunal de instância superior.

Ficamos a aguardar. Entretanto, mantém-se a medida de coacção anteriormente aplicada.

Entretanto, continuamos esperançados em que a verdade se­ja devidamente esclarecida e que a sentença final tenha na de­vida conta a objectividade das provas efectivamente apre­sentadas pela defesa.

 

Guarda e Cúria Diocesana, 2 de dezembro de 2013

 

publicado por dioceseguardacsociais às 10:32